Motivos para canais de leite bloqueados

O bloqueio ou a obstrução dos canais é uma condição em que o bloqueio num canal de leite tem como consequência um esvaziamento fraco ou insuficiente do canal. Quando o leite se acumula atrás do bloqueio, a concentração da pressão no canal pode provocar um desconforto local no peito ou a formação de um nódulo.

Mãe em período de amamentação com canais obstruídos

A causa do bloqueio nos canais de leite nem sempre é evidente; no entanto, a causa mais provável será um esvaziamento insuficiente da mama. O esvaziamento insuficiente pode resultar do facto de o bebé não agarrar bem a mama ou do uso de roupa justa à volta do peito, intervalos longos entre as sessões de amamentação ou tecido cicatricial resultante de cirurgia. O bloqueio dos canais de leite também pode conduzir a mastite, caso não seja resolvido. 

Sinais de um canal de leite bloqueado

Os sinais de um canal de leite obstruído podem ser graduais. Um canal de leite bloqueado pode surgir como um nódulo doloroso do tamanho de uma ervilha ou maior e, ocasionalmente, apresentar-se com uma pequena bolha branca no mamilo. A mama pode estar sensível e o nódulo doloroso pode ser palpável com margens definidas ou não; a área deve emitir pouco ou nenhum calor e ocorrer sem vermelhidão ou febre (38,4 ºC). O bebé pode mostrar-se reticente quando amamentado na mama afetada, dado que a velocidade do fluxo de leite da mesma pode ser reduzida. O estado geral de saúde da mãe não é afetado por canais de leite bloqueados.

Avaliação de canais de leite bloqueados

O aconselhamento por um consultor em aleitamento ou profissional de cuidados de saúde é o primeiro passo necessário. Se a mama estiver vermelha, pode estar também ingurgitada. Se surgir febre ou a mãe estiver indisposta, pode-se estar perante uma mastite

Gestão

Deve ser implementado e monitorizado um plano de gestão, juntamente com um consultor em aleitamento ou profissional de cuidados de saúde. A chave para a gestão de canais de leite bloqueados consiste em retirar o leite da área bloqueada.

Em conjunto com aconselhamento por parte de um profissional de saúde, as estratégias baseadas em evidências que podem ser implementadas incluem:

  • Ajudar com o posicionamento do bebé e a fixação à mama, tentando posições de amamentação diferentes para tentar limpar o bloqueio
  • Amamentar com o lado afetado primeiro e com frequência para ajudar a desimpedir o bloqueio, não excedendo as três horas entre amamentações, 8-12 vezes por dia
  • Massajar a área afetada antes e durante a amamentação; massajar a mama sob um chuveiro de água quente
  • Extração temporária após a amamentação, utilizando a mãos ou um extrator
  • Evitar roupa apertada, tal como soutiens com armação
  • Descansar o máximo possível
  • Aquecer a mama com compressas quentes antes de amamentar para ajudar a estimular o fluxo de leite e arrefecer a mama após a amamentação com compressas frias para ajudar a aliviar a dor e a inflamação

Se o bloqueio não desaparecer ao fim de 24-48 horas, ou se surgirem sintomas de gripe ou de agravamento da situação, a mãe deve consultar um médico porque canais de leite bloqueados podem levar a mastite.

Resumos de artigos científicos
S3-Guidelines for the Treatment of Inflammatory Breast Disease during the Lactation Period: AWMF Guidelines, Registry No. 015/071 (versão resumida, em inglês)

Breastfeeding is widely acknowledged to be the best and most complete form of nutrition for healthy infants born at term and is associated with numerous ...

Jacobs A, Abou-Dakn M, Becker K, Both D, Gatermann S, Gresens R, Groß M, Jochum F, Kühnert M, Rouw E, Scheele M, Strauss A, Strempel AK, Vetter K, Wöckel A (2012)

Geburtshilfe Frauenheilkd. 73(12):1202-1208
Referências

American Academy of Pediatrics e The American College of Obstetricians and Gynecologists. Breastfeeding handbook for physicians 2006).

Lawrence, R.A. & Lawrence, R.M. Breastfeeding: a guide for the medical profession (Elsevier Mosby, Maryland Heights, MO, 2011).

Amir, L.H. ABM Clinical Protocol #4: Mastitis, Revised March 2014. Breastfeed Med 9, 239-243 (2014).

Jacobs, A. et al. S3-Guidelines for the Treatment of Inflammatory Breast Disease during the Lactation Period: AWMF Guidelines, Registry No. 015/071 (short version) AWMF Leitlinien-Register Nr. 015/071 (Kurzfassung). Geburtshilfe Frauenheilkd. 73, 1202-1208 (2013).