Alterações dos seios da gravidez até ao desmame

Os nossos especialistas explicam como os seus seios mudam desde a gravidez, ao longo da amamentação, até depois do desmame. Damos ainda dicas sobre como ir cuidando deles

Mum's breast changes during pregnancy

Logo que fica grávida, o seu corpo começa a preparar-se para a chegada do seu bebé. Mas não é só o seu ventre que está atarefado. A anatomia da sua mama também começa a mudar radicalmente. Continue a ler, para ficar a saber o que esperar enquanto faz a sua jornada ao longo dos trimestres, amamenta o seu bebé e, no fim, o desmama.

Alterações dos seios no primeiro trimestre

Muitas mulheres sentem alterações nos seios no início da gravidez. Na verdade, muitas vezes é o primeiro sinal de que está grávida. O aumento das hormonas e uma mudança na estrutura da mama significam que pode sentir os seus mamilos e seios mais sensíveis e delicados logo a partir das três ou quatro semanas. Algumas futuras mães têm seios doridos durante toda a gravidez até ao parto, mas, para a maioria, a dor desaparece ao fim do primeiro trimestre.

"O crescimento dos seios na gravidez pode ser rápido durante as primeiras semanas, ou o tamanho pode aumentar de forma gradual", explica a Dr.ª Jacqueline Kent, prestigiada investigadora em aleitamento da Universidade da Austrália Ocidental. "Todas as mulheres são diferentes. Os seus seios podem nem crescer muito até pouco antes do parto, ou mesmo depois. Mas, se está a pensar quanto é que os seios crescem durante a gravidez, na altura em que o seu leite descer, é provável que estejam uma vez e meia maiores do que antes de engravidar!”1

Assim que os seus sutiãs normais começarem a apertar, normalmente por volta da semana 12, é altura de comprar um sutiã de maternidade. A maioria das mulheres acha que um estilo sem costuras, com alças largas e num tecido macio e respirável é o mais confortável. É melhor evitar os que têm armação, pois podem apertar os seus canais de leite em desenvolvimento.

Tire bem as suas medidas para se assegurar de que o tamanho é adequado. E tire as medidas de dois em dois meses ao longo da gravidez, pois irá passar por vários tamanhos à medida que o seu bebé e os seus seios crescem.

Alterações dos seios no segundo trimestre

A partir da sua 15.ª semana de gravidez, aproximadamente, as novas células produtoras de leite nos seus seios são ativadas e, por volta da semana 22, começam a produzir leite.1 Mas não se preocupe. A maior parte deste leite é reabsorvido pelo seu corpo e as hormonas da gravidez também impedem que produza muito ou que tenha perdas.

"Durante o segundo trimestre, pode notar que os seus mamilos e aréolas (os círculos de pele em redor dos mamilos) ficam maiores e mais escuros", diz a Dr.ª Danielle Prime, investigadora associada na área da amamentação da Medela. "Outra alteração da aréola é que as suas pequenas saliências ou borbulhas ficam mais percetíveis. Têm a designação magnífica de "tubérculos de Montgomery" e produzem um óleo hidratante que ajuda a proteger contra a dor e infeção assim que começar a amamentar. Na verdade, os cientistas acreditam que o odor deste óleo é semelhante ao do líquido amniótico e pode ajudar a guiar o recém-nascido até aos seus mamilos depois do parto.”2

Não remova estes óleos naturais dos seus mamilos com um sabonete agressivo ou esfregando-os com uma toalha. Use apenas água quente e seque-os com palmadinhas. E se alguém lhe sugerir "endurecer" os seus mamilos para a amamentação, beliscando ou esfregando, ignore!

Se tiver mamilos planos ou invertidos e já tiver passado a semana 32 de uma gravidez saudável, pode usar formadores de mamilos dentro do seu sutiã. Podem ajudá-la a puxar os mamilos para fora suavemente, fazendo com que seja mais fácil para o seu recém-nascido agarrar a mama. Consulte um profissional de saúde ou leia o nosso artigo sobre mamilos invertidos ou planos para obter mais conselhos.

Se sentir um aumento súbito no tamanho dos seios durante a gravidez, pode sentir comichão e ficar com estrias. Um hidratante suave pode ajudar a aliviar a comichão. No entanto, as estrias são normalmente uma questão de genética e de tipo de pele; se tiver predisposição para elas, não há muito que possa fazer para as evitar. Mas a boa notícia é que devem desaparecer e ficar menos visíveis com o passar do tempo.

Alterações dos seios no terceiro trimestre

Pode começar a sentir de novo os seus seios pesados ou doridos durante o último trimestre. Usar um sutiã para dormir pode fazer com que fique mais confortável na cama e usar um sutiã desportivo de suporte quando faz exercício é uma boa ideia, para evitar a dor nos seios e danos nos ligamentos.

Não se esqueça de comprar um par de sutiãs de amamentação um mês antes da data prevista para o parto. Se possível, compre numa loja que tenha uma consultora com experiência em sutiãs de amamentação ou consulte um guia de tamanhos online. Todas as mulheres são diferentes, mas é provável que os seus seios fiquem um ou dois tamanhos de copa acima do que eram antes da gravidez. É provável que o seu tamanho de banda também aumente à medida que a sua caixa torácica se expande para criar espaço para o seu bebé. A sua consultora deve recomendar um tamanho que também preveja espaço para a descida do seu leite quando o bebé nascer. Um estilo com molas que consiga soltar só com uma mão pode facilitar o posicionamento do seu bebé.

É espantoso, mas o seu leite já está pronto nos seus seios antes de o seu bebé nascer. Isto significa que os seus mamilos podem começar a perder um pouco de colostro (o leite materno inicial), que é bastante espesso e pegajoso. Pode acontecer logo às 14 semanas, mas é mais comum acontecer mais tarde. Pode usar protetores de seios dentro do sutiã para impedir que se vejam manchas de humidade.

"Se já for diabética ou tiver diabetes gestacional, o seu profissional de saúde pode aconselhá-la a extrair algum colostro à mão e a congelá-lo. Um estudo recente mostrou que é seguro fazer isto depois da semana 36 de uma gravidez em tudo o mais saudável”,3 informa a Dr.ª Prime. "Ter uma reserva de colostro à mão pode ser útil, porque os bebés de mães diabéticas correm um risco mais elevado de ter baixos níveis de açúcar no sangue (hipoglicemia) e o melhor para ajudar a fazer subir estes níveis são frequentes sessões de alimentação com colostro. No entanto, não espere conseguir extrair grandes quantidades. Provavelmente, só vai conseguir algumas gotas de cada vez, o que é perfeitamente normal."

O que acontece aos seus seios depois do parto

Cerca de dois a quatro dias depois do parto (por vezes mais tarde, se fez uma cesariana ou teve um parto traumático), sentirá os seus seios a ficarem muito mais cheios e firmes, à medida que o seu leite desce.4

"O facto de estarem cheios não se deve apenas ao leite extra que começa a produzir. A quantidade de sangue a circular em redor dos seus seios também aumentou e também podem conter mais líquido linfático", explica a Dr.ª Prime. "Tudo isto está a acontecer como resposta à diminuição dos níveis de hormonas da gravidez no seu corpo (que têm vindo a baixar de forma gradual desde o parto), o que permite que as suas hormonas produtoras de leite comecem a trabalhar."

Os seus seios podem ficar desconfortáveis ou mesmo dolorosos durante este período, uma condição denominada ingurgitamento. É muito comum e, geralmente, desaparece ao fim de alguns dias, durante os quais deve continuar a amamentar. Veja as nossas dicas sobre como lidar com o desconforto e o inchaço e, se o problema continuar, fale com um consultor em aleitamento materno ou um especialista em amamentação.

O que acontece aos seus seios durante o aleitamento

Durante os três primeiros meses de amamentação, mais ou menos, provavelmente continuará a sentir os seios bastante cheios antes das sessões de amamentação. À medida que o bebé vai crescendo, pode notar que já não os sente tão cheios, mas isto não significa que está a produzir menos leite. Se estiver exclusivamente a amamentar e a pedido, e o seu bebé estiver a crescer bem, ainda deve estar a produzir bastante.

"Ao fim de seis meses de amamentação, os seus seios devem começar a ficar mais pequenos", explica a Dr.ª Kent. "Não é uma indicação de que está a produzir menos leite, mas pode estar a perder algum do tecido adiposo da mama. Quando o seu bebé tiver 15 meses, os seus seios deverão ter o tamanho que tinham antes de engravidar, mas não devem estar mais pequenos. Isto acontece quer ainda esteja a amamentar ou não. Ainda pode estar a produzir 100 a 300 ml de leite por dia."

Isto parece dever-se ao facto de os seus seios trabalharem com mais eficácia após os seis meses, o que o estudo da Dr.ª Kent descobriu poder ser devido a uma redistribuição do tecido mamário.5

De que forma os seus seios mudam depois do desmame

Quando parar de amamentar o seu bebé, quer seja ao fim de três semanas, três meses ou três anos, as alterações dos seios devido ao aleitamento invertem-se. "Quando desmamar completamente, os seus seios devem demorar três meses a voltar a ter um tamanho semelhante ao que tinham antes da gravidez, se isso ainda não tiver acontecido", explica a Dr.ª Kent. Mas se voltar a engravidar, todo o processo começa de novo.